Lançamento da Antologia Poética "Amante das Leituras"

Para comentar: clicar em view all images.

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Vida


(Foto: Zélia Paulo Silva)

Na semântica escravizada de emoções partem-se galhos brancos sem flor
Caem folhas vermelhas de rubores escondidos em tocas arcaicas e
Deslizam no vento as memórias amarelas dos corpos sem som.
Sento-me no chão estalado com tinta dos teus olhos nas minhas mãos
E pinto o chão da cor da tua pele e retrato a nudez da minha vida.


Mónica Correia

Um comentário:

charlie disse...

Sinto de repente o fresco da brisa a passar entre os dedos suados à beira do escuro do rio que não vejo mas que sei algures onde ele me diz de si.
Lindo poema... :)

Carlos Luanda